Implantes de Glúteos

A gluteoplastia está indicada para todos aqueles que queiram aumentar ou modelar o bumbum. Em geral, a indicação é para nádegas pequenas, com formato achatado ou que apresentam flacidez e perda de sustentação.

O implante é realizado com anestesias locais (raqui ou peridural) ou anestesia geral. “O procedimento exige ao menos um dia de internação e deve ser realizado em ambiente cirúrgico, com duração aproximada de uma hora e meia.

É realizada uma incisão com cerca de cinco a seis centímetros no sulco vertical que fica entre os glúteos, e através desta são introduzidos os implantes direito e esquerdo. A prótese é posicionada dentro do músculo glúteo maior, numa posição anatômica. Por ser um local de pouca visibilidade, exatamente entre as nádegas, é difícil observar a cicatriz, que fica na altura do cóccix.

fotolia_703616401-1024x832

Principais dúvidas:

O RESULTADO FICARÁ NATURAL?

Visando resultados naturais, o procedimento oferece diversas combinações envolvendo o formato, o volume e o tipo de prótese que será utilizado durante o procedimento. Cada paciente apresenta características diferenciadas com relação ao tamanho e ao volume de seus glúteos, bem como a relação dos glúteos com o restante do corpo, principalmente o quadril e as coxas. Durante a avaliação, o cirurgião observará a harmonia do conjunto e indicará a melhor opção para cada caso.

A PRÓTESE É RESISTENTE?

A composição das próteses utilizadas na cirurgia é semelhante às próteses mamárias. Elas utilizam o mesmo material de silicone coeso, que não vaza, e são extremamente resistentes. São feitas justamente para resistir às pressões naturais exercidas sobre a região e ainda possuem a proteção da camada de tecido adiposo da área glútea e do músculo glúteo máximo, tornando ainda mais raras as possibilidades de ruptura.Alguns pacientes se preocupam com eventuais rupturas, ou mesmo de sentirem incômodo ao se sentar, por exemplo. Essa é uma preocupação desnecessária, uma vez que não se senta utilizando a região onde as próteses são implantadas. Elas ficam localizadas na porção superior do glúteo e o peso que o corpo exerce quando sentado é descarregado na porção inferior dos glúteos e nas coxas. Para evitar a perfuração da prótese, fica proibida a aplicação de injeções intramusculares na região após a realização do procedimento de gluteoplastia. Esse tipo de injeção pode ser aplicado em outras regiões do corpo, como braços ou coxas, sem prejudicar a eficácia do medicamento.

A GLUTEOPLASTIA DE AUMENTO DEIXA CICATRIZES?

Toda cirurgia deixa cicatrizes, algumas em locais mais visíveis, outras em locais mais camuflados.  Felizmente a cirurgia de prótese glútea nos permite colocar a cicatriz em um local bem disfarçado, em um sulco natural existente na região superior dos glúteos ( logo abaixo do cóccix). A cicatriz é pequena (cerca de 5 cm) e possui uma qualidade muito boa, o que somado à sua localização escondida a torna praticamente imperceptível.

COMO FICARÃO  O TAMANHO E A CONSISTÊNCIA DE MINHAS NÁGEDAS DEPOIS DE COLOCADAS AS PRÓTESES GLÚTEAS?

Naturalmente as nádegas terão seu tamanho aumentado com a cirurgia. Além disso, buscamos melhorar a forma e a consistência dos glúteos com o implante das próteses. Após sua consulta médica, através de uma série de medidas realizadas em seus glúteos e mantendo o  equilíbrio com seu tronco, seu cirurgião irá sugerir qual a prótese com o tamanho e forma mais adequados ao seu corpo. Existe uma harmonia entre o volume ideal dos glúteos, o tamanho do tronco e a altura da paciente, harmonia esta que deve ser preservada ao final da cirurgia. Sendo assim se uma amiga colocou prótese glútea de determinado tamanho e formato, não necessariamente está prótese será a Idea para você.  Como a prótese glútea tem uma consistência maior que o tecido das nádegas,  é esperado um aumento da consistência das mesmas após a colocação das próteses.

O PÓS-OPERATÓRIO É DOLOROSO?

Um pouco doloroso, principalmente nos primeiros três dias, em decorrência da distensão muscular provocada pela prótese entre as fibras do músculo glúteo máximo. No entanto é uma dor perfeitamente controlada com analgésicos e anti-inflamatórios comuns, melhorando gradualmente durante a primeira semana após a cirurgia.

QUANDO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO DE GLUTEOPLASTIA DE AUMENTO?

Apesar de resultado imediato ser muito bom, tanto no novo formato quanto no tamanho dos glúteos, as nádegas atingirão seu resultado definitivo após cerca de 6 meses, quando todo o inchaço terá cedido. No entanto, cerca de 90% do inchaço dos glúteos regride após 3 meses, sendo este o período com maiores mudanças no formato dos mesmos. A regressão do edema deixará seus glúteos com um aspecto mais natural e bonito, sendo assim o resultado da cirurgia melhora progressivamente até o 6º mês de pós-operatório.

A PRÓTESE DEVERÁ SER TROCADA? QUANDO?

A prótese glútea sofre um desgaste natural com o tempo, com alguma alteração em seu formato. No entanto, devido ao grande desenvolvimento tecnológico da última geração de próteses glúteas, acredita-se que as próteses de hoje deverão ser trocadas geralmente após 20 anos. No entanto, caso após 20 anos as próteses permaneçam com aspecto agradável tanto em sua forma quanto em sua consistência, sua troca não é necessária.

A CIRURGIA DE PRÓTESE GLÚTEA PODE SER ASSOCIADA A OUTRAS CIRURGIAS PLÁSTICAS?

Sim. É extremamente comum a associação de outras cirurgias à cirurgia de prótese glútea, principalmente a lipoaspiração. Toda associação deverá ser questionada ao seu cirurgião, sendo que a possibilidade de associar mais de duas cirurgias não costuma ser recomendada, uma vez que a duração excessiva pode trazer mais malefícios que benefícios às pacientes.

QUAL A MELHOR CIRURGIA: PRÓTESE DE SILICONE NOS GLÚTEOS OU AUMENTO COM LIPOESCULTURA?

Não existe uma resposta certa para esta pergunta. São cirurgias diferentes, com expectativas diferentes porém com objetivos semelhantes : o aumento dos glúteos. O aumento dos glúteos através da lipoescultura tem limitações, ou seja, para glúteos muito pequenos que necessitem de grandes quantidades de gordura para seu aumento, não está indicada a lipoescultura com enxerto de gordura nos glúteos. Isto acontece porque na lipoescultura utilizamos as células vivas de gordura retiradas de outras regiões do corpo (como flancos e culotes) e as implantamos nos glúteos esperando que as mesmas permaneçam vivas em sua nova localidade. As células que não permanecem vivas são retiradas pelas células de defesa do organismo, levando a uma taxa variável de absorção desta gordura (em média, de 20 a 30% da gordura implantada é absorvida). No entanto, caso grande quantidade de gordura seja implantada nos glúteos, a chance da mesma ser absorvida é maior, com menor sobrevivência destas células, levando a resultados abaixo da expectativa dos pacientes.

Além deste detalhe, a enxertia de gordura nos glúteos não aumenta a consistência  de gordura dos mesmos, apenas o volume. Por fim, pacientes magras, sem gordura localizada que desejam aumento glúteo, por razões óbvias não estão habilitadas a este tipo de cirurgia, já que o material para o aumento (gordura) não existe em quantidade suficiente. Já as próteses de silicone glúteas,  permitem aumentos maiores de volume sem os riscos acima citados da lipoescultura, além de notadamente melhorar a consistência dos glúteos (o mesmo acontece com as próteses mamárias, que aumentam o volume e consistência das mamas). E quando as próteses são bem escolhidas pelo cirurgião plástico, conseguimos também formatos mais arredondados nos glúteos, com contorno esteticamente mais agradável. Resumindo: para aumentos pequenos nos glúteos, correção de pequenas imperfeições, a lipoescultura está bem indicada. Já para aumentos  maiores, em pacientes que também desejam melhorar a  consistência dos glúteos, a cirurgia mais indicada seria o implante de próteses de silicone.

EXISTEM RISCOS NA GLUTEOPLASTIA DE AUMENTO?

Raramente ocorrem complicações sérias na gluteoplastia de aumento. Isto ocorre em decorrência de uma preparação adequada dos pacientes, além de ponderarmos sobre a conveniência ou não da associação desta cirurgia a outras.  Os riscos da cirurgia de prótese glútea são os inerentes a qualquer outro procedimento cirúrgico (sangramento, infecção, cicatrizes inestéticas). No entanto a escolha de um bom profissional, Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e a escolha de um hospital adequados e bem equipados para o procedimento cirúrgico minimizam tais riscos.